Empresas financeiras aderem ao Instagram

Quando pensamos no posicionamento das marcas comerciais nas redes sociais, não associamos num primeiro momento o Instagram a empresas que pertencem ao sector das finanças, como os bancos por exemplo.

No entanto, a crescente popularidade desta rede social e a tentativa destas empresas em chegar às classes mais jovens tem vindo a declinar em atividades muitas interessantes realizadas pelas marcas com produtos financeiros. Vamos conhecer alguns casos.

Todos querem ser do Instagram

 

A rede social de fotografia tem vindo a partilhar dados realmente impactantes. Em abril de 2017, anunciou que já tinha alcançado os 700 milhões de utilizadores. E nos últimos dois anos duplicou a sua base de utilizadores. Além disso, anunciou que o seu crescimento disparou (por uma série de boas decisões), sendo que em dezembro de 2016 já contava com 600 milhões de utilizadores e nos primeiros quatro meses de 2017 mais 100 milhões.

Para colocar as coisas em contexto, faltará informar que o Instagram duplicou o número de seguidores do Twitter, ainda que se mantenha ainda muito longe dos quase 1.900 milhões de utilizadores do Facebook, rede detentora do próprio Instagram.

Por isso, as grandes empresas financeiras não querem “ficar sem a sua parte do bolo”. Seja por estratégia ou por ser realmente complicado vender um produto financeiro através de uma rede social com as características do Instagram, verifica-se que as empresas financeiras estão a associar as suas marcas à experiência Instagram. O conteúdo atrativo é passa por apelar ao público jovem mediante os seus valores e estilo de vida.

Marcas financeiras no Instagram

Um dos exemplos mais interessantes é o caso do American Express. A empresa de cartões de crédito oferece conteúdo no Instagram que jamais associaríamos ao seu produto, apresentando paisagens onde aparece o emblemático cartão americano. O objetivo é oferecer experiências para se conectar com o utilizador, que, através da interação poderá chegar à própria marca. Ninguém quer ver publicidade (vivemos na era dos ad blockers) e menos ainda no Instagram.

Um caso similar é o que vemos com o MasterCard. Há anos que aposta nas experiências e nos anúncios televisivos com o famoso slogan  Há coisas que o dinheiro não pode comprar, para tudo o resto, há Mastercard.. É nessa linha que parece dirigir a sua conta de Instagram com mais de 60 mil seguidores. De facto, a descrição do perfil diz “Connecting people to Priceless possibilities”.

No entanto, também partilham muito conteúdo de eventos patrocinados, algo muito habitual entre marcas comerciais no Instagram. Mas sempre com muito conteúdo puramente alinhado com as experiências.

 

Leave a Reply

Your email address will not be published.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*