Marcas dirigem os seus esforços no Spotify como uma nova experiência social

O mundo das redes sociais tem vivido uma inesperada incorporação. Embora haja uma oferta muito grande onde se pode posicionar uma marca em termos de ambiente social, o Spotify apareceu entre os especialistas como a grande aposta de Marketing Digital em 2019.

Existem essencialmente dois eixos onde assenta a trajectória de sucesso do Spotify nos últimos meses: o desenvolvimento de playlists com um verdadeiro impulso social; e por outro lado, a  aquisição de startups que consolidaram o Spotify como uma plataforma de podcasts.

Não podemos esquecer, no entanto, que o Spotify tem 217 milhões de utilizadores (abril de 2019), o que permitiria entrar no Top20 das redes sociais com uma maior comunidade.

A playlist como a mais recente ferramenta social

Dizem os especialistas que já existem mais de 2 milhões de playlists no Spotify. O tempo despendido a ouvir música através delas, lembrando que estas são criadas pelos utilizadores, alcança um terço do total. Por isso, o Spotify tem atraído marcas e experts em marketing digital: em primeiro lugar, é grátis e fácil de criar; em segundo lugar, permite associar temas, estados de ânimo ou eventos específicos da marca em questão. Por exemplo, o facto da McDonalds ter uma playlist na noite dos Óscares significa que conta com a viralidade do evento vinculando a sua cadeia de restaurantes ao entretenimento e à atualidade.

Também há que ter em conta a versatilidade das ações que pode existir com estas listas de reprodução. Por exemplo, a Gymshark, uma empresa de roupa desportiva, estabeleceu parcerias com diversos influencers do setor do fitness para que estes criassem as suas playlists pessoais e privadas de modo a partilhá-las com seu público.

Outro dos factores que torna um pouco mais social a experiência no Spotify é a inclusão de histórias como já fizeram o Instagram e o Facebook. As Storylines do Spotify foram concebidas para complementar outras ferramentas, com o Behind the Lyrics, que fornece contexto às letras das músicas, mas sempre através da app móvel do Spotify.

O Spotify quer ser o rei dos podcasts

Vale a pena destacar os esforços que o Spotify tem feito para ser a plataforma de referência para ouvir (e difundir) podcasts, tendo já investido 500 milhões de dólares neste sentido.

Para além disso, o Spotify implementou o Soundtrap for Storytellers, uma ferramenta para criar podcasts mais facilmente e publicá-los na plataforma de uma maneira mais simples e orgânica.

As playlists e a aposta nos podcasts fazem parte de um forte compromisso da empresa em adquirir um lugar de destaque nas redes sociais que não possuía antes. Por último, e não menos importante, é o importância da secção da publicidade que aparece no Spotify. Anúncios de áudio, vídeo e “em exibição” são mais fáceis de realizar através de duas áreas: Spotify Ad Studio (para os feitos em áudio) e Spotify for Brands (para os restantes).

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*