Google e Twitter entram na disputa pelo bolo da informação

1-e1431456559724

Google e Twitter estão a trabalhar lado a lado para lançar a sua versão dos famosos ‘Instant Articles’ do Facebook, a News App da Apple ou do Discover da Snapchat, para os utilizadores das suas aplicações móveis. A ideia é que os utilizadores da Google e Twitter possam aceder a artigos completos e ao abrir um link dentro da plataforma os artigos surjam de forma instantânea, sem demorar vários segundos no processo.

A boa notícia é que, ao contrário dos ambientes mais inclusivos como o do Facebook, a ferramenta será em código aberto. Além disso e ao contrário do ‘Instant Articles‘, a solução do Twitter e Google irá mostrar capturas de ecrã das páginas de web solicitadas e em nenhum caso será o anfitrião do conteúdo. Isto pode converter-se num ponto a seu favor, depois das repetidas críticas ao Facebook, em matérias de privacidade.

Como a aposta do Facebook, a do Twitter+Google pretende competir pela sua parte do bolo no negócio dos conteúdos. Querem converter-se na porta principal de acesso à informação e irão fazê-lo apoiando-se em três bases firmes: o acesso rápido à informação, sem encargos incomodativos; a capacidade de oferecer conteúdo adaptado aos gostos do utilizador, mediante algoritmos; e a colocação de um sistema publicitário que seja capaz de competir com o do Facebook, na altura de atrair os criadores de conteúdos.

Os meios terão que se adaptar a este novo cenário, onde grande parte das suas visitas será produzida fora do seu ecossistema e a importância dos cabeçalhos e das seções passará a ser relativa. Poderão também ganhar dinheiro e, consequentemente presença, se tiverem a destreza suficiente para saber ler e interpretar as alterações que aí vêm.

Mais informação | Enrique Dans

A segurança e saúde de todos é a nossa prioridade. Por favor, leia atentamente as informações neste link sobre a prevenção da COVID-19 antes de entrar nos nossos escritórios para qualquer visita, reunião ou evento.