O Facebook também quer partilhar notícias em tempo real

search_large

O Facebook quer estar na luta pelo negócio de motores de busca e da informação em tempo real frente aos ícones dos dois segmentos, Google e Twitter. Para se aproximar deste ambicioso objetivo lança o Search FYI, um sistema profundo de busca (de momento apenas disponível nos Estados Unidos e em iOS)  que permite aceder a dois triliões de publicações de particulares e de páginas e não apenas às que mencionou através do gosto.
Entre os resultados da sua busca, este é o cerne da questão, haverá posts selecionados de fontes fiáveis (certamente patrocinados) e outros conteúdos que o algoritmo considere relevantes para si baseando-se nos seus hábitos e nos dos seus amigos.

O Facebook passou anos a polir o seu sistema de busca. Com o ‘Graph Search‘, em 2013,permitiram a pesquisa por afinidade com frases longtail (exemplo: “filmes que os meus amigos de Nova Iorque viram”), no final do ano passado introduziram a possibilidade de fazer pesquisas a partir do telemóvel, indexaram todos os posts que apareciam nos nossos ‘News Feed’ para a sua consulta mediante palavras-chave e testaram com publicidade nos resultados de busca. O que começou como passos para uma melhoria do serviço para o utilizador, derivou num motor de busca avançado, que pode mudar radicalmente o modo como usamos o Facebook. A empresa assume que se as histórias que publicamos forem encontradas facilmente, estaremos mais predispostos a publicar mais e mais histórias.

O que leva à competição direta com o Twitter, o lugar de preferência ao qual acorremos para ter informação da atualidade em direto. O Facebook quer oferecer uma alternativa a este serviço. “Não verá apenas o que os seus amigos ou as pessoas que o rodeiam estão a dizer. Verá as histórias de todos. Isso trará um nível de perspetiva diferente”, explica o responsável do projeto Tom Stocky.

Não é o único movimento que foi realizado nesta direção. O Facebook já trabalha na sua própria app de notificações sobre notícias a  tempo real.

E a monitorização? O Facebook lida com um bilião de buscas por dia, pelo que a possibilidade de ganhar dinheiro com o seu sistema de busca ganha valor, e com esta nova reviravolta faz das notícias em tempo real mais atrativas. Inclusive parece que já estão a testar com alguns utilizadores a possibilidade de adicionar publicidade diretamente em cada post.

A segurança e saúde de todos é a nossa prioridade. Por favor, leia atentamente as informações neste link sobre a prevenção da COVID-19 antes de entrar nos nossos escritórios para qualquer visita, reunião ou evento.