SEO é fazer bons conteúdos

buenos contenido

O termo de SEO é cada vez mais usado, mas será que está a ser corretamente entendido? É esta a questão que é cada vez mais urgente dar uma resposta mais simples e percetível. Parece que ultimamente se tem reafirmado a tendência de distinguir fortemente os conceitos de conteúdos e por outro lado o de SEO. SEO são todas a técnicas e ferramentas que permitem a otimização de conteúdos para os motores de busca. Se pudéssemos simplificar este conceito a algo mais redutor poder-se-ia dizer que são todas as técnicas que permitem que a pesquisa seja o mais natural possível. O objetivo primário é que os nossos conteúdos alcancem a melhor posição possível nas páginas de resultados de pesquisas.

Uma boa analogia a este trabalho de otimização de resultados é o de uma refeição. O SEO é a apresentação do prato e os ingredientes são os conteúdos. Se os ingredientes não forem os corretos a receita vai acabar mal, independentemente do esforço para uma boa apresentação. Basicamente uma coisa não vive sem a outra, porque também podemos criar o melhor conteúdo de sempre, mas se não soubermos coloca-lo no sítio e da forma certa para ser encontrado através das buscas, equivale quase a que não exista. É importante que também não se caia no exagero da dependência do Google, mesmo que este represente a esmagadora maioria das pesquisas dos utilizadores.

Por outro lado, também é importante entender que podemos ter o conteúdo mais “encontrável” do universo, mas se este constar apenas num simples título ou apenas em poucos parágrafos meramente superficiais, será um completo fracasso.

Pode-se ter um SEO genial só à base de um grande conteúdo?

 
Rand, da MOZpensa que é possível, e viável se não se descuidarem outros aspetos. Em vez de investir tempo e dinheiro a fazer linkbuilding e seguir à risca todas as tarefas próprias do SEO, é melhor investir esse tempo e dinheiro na criação de conteúdos de grande qualidade, relações com os outros meios, marketing offline, estratégia de conteúdos, E-mail marketing, etc. Ou seja, esforçar-se para que o conheçam e dar a conhecer os seus conteúdos, dando “tempo de exposição”.

O que irá marcar a diferença no momento de alcançar os objetivos que marcámos na nossa estratégia de conteúdos, é se o conteúdo é suficientemente bom ou não. Que objetivos temos? Não é sempre “vender mais”, seja em que sentido que for? “Tempo de exposição” significa que, o público ao qual desejamos chegar, veja os conteúdos porque chegaram à sua caixa de correio, quer seja através do seu navegador, por recomendação de outra pessoa, pelas redes sociais, através de email, ou mediante as suas próprias pesquisas e buscas.

Felizmente, o SEO mudou muito nos últimos tempos. Podemos verificar que passou da simples criação de conteúdo para os motores de busca, ao mais lógico, fazer bons conteúdos para o seu público, medindo e afinando a estratégia ao máximo antes de publicar.

Foto | Frew Coffman

A segurança e saúde de todos é a nossa prioridade. Por favor, leia atentamente as informações neste link sobre a prevenção da COVID-19 antes de entrar nos nossos escritórios para qualquer visita, reunião ou evento.